Sobre o Inumeráveis

Alexandre Paraiso

1961 - 2020

Alegria de viver e disposição em ajudar sempre.

Casado com Dona Dayse e pai de Alexandre Lucas e Abner Levy.

Era funcionário público municipal.

Costumava chamar os amigos de “Bonitão”.

A alegria de viver se materializava quando “Xando” tocava sua alfaia, no "Grupo Percussivo Batuques de Pernambuco" e o ritmo marcante do maracatu contagiava todos.

Os tambores estão silenciados, mas apenas em tributo temporário; porque sabemos que o som e a energia que eles emitem, eram o que você mais gostava.

Em breve, os tambores voltarão a tocar, mais pulsantes... mais sonoros... e lembraremos da sua alegria, da sua vida, do nosso amigo, pai e marido.

Alexandre nasceu em Recife (PE) e faleceu em Recife (PE), aos 59 anos, vítima do novo coronavírus.

Tributo escrito a partir de testemunho concedido pela cunhada de Alexandre, Kathia. Este texto foi apurado e escrito por Marcia Horacio Barbosa, revisado por Lígia Franzin e moderado por Rayane Urani em 1 de junho de 2020.