Sobre o Inumeráveis

Avani Ferreira da Silva

1960 - 2020

Dedicada aos seus alunos, empenhava-se para que todos aprendessem a ler e escrever perfeitamente.

“Nanica” ou “Vaninha”, como era carinhosamente chamada por conta da sua baixa estatura, “tinha o coração maior que o corpo”, diz sua irmã Betania.

Desde cedo, exercia o ofício do magistério, que perdurou até mesmo após a aposentadoria. Dedicava-se para que “os seus pequenos” concluíssem a série aprendendo a ler e escrever perfeitamente. Essa era sua grande alegria. Para isso, algumas vezes era “brava” e exigente na sala de aula, sendo apoiada pelos pais, que reconheciam a sua importância para a evolução dos filhos, e admirada e amada pelos alunos, que a chamavam de “tia Vaninha”.

Casada com Célio, com quem teve dois filhos e dois netos, seus “xodós”, Avani amava crianças e “tinha afilhados por todos os cantos”, conta Betania. Tinha também muito zelo com os animais, não suportava vê-los abandonados, arrumando abrigo em sua casa para todos, de cachorros a cágados. Com eles, ela conversava feito gente.

“Adorava uma festa, nenhum aniversário passava em branco, tinha que ter bolo, docinhos, bola e música”, lembra a irmã. Músicas antigas eram suas favoritas, sobretudo forró, que gostava de ouvir no volume mais alto. Cantarolava e dançava sempre que estava feliz. O seu dançar e o seu sorriso apagavam até suas encrencas.

Com a pandemia, redobrou o seu trabalho, esforçando-se para que todos os alunos recebessem as atividades de casa, pois sabia da importância do conhecimento para a transformação social.

“Tia Vaninha, nossa amada e inesquecível professora”, afirmaram seus queridos alunos. Betania conclui dizendo que Avani deixou um grande legado em Rio Largo, e acrescenta: “Sou fã de minha irmã”.

Avani nasceu em Rio Largo (AL) e faleceu em Rio Largo (AL), aos 59 anos, vítima do novo coronavírus.

Testemunho enviado pela irmã de Avani, Maria Betania da Silva Barros. Este tributo foi apurado por Malu Marinho , editado por Thaíssa Parente, revisado por Gabriela Carneiro e moderado por Rayane Urani em 28 de julho de 2020.