Sobre o Inumeráveis

Clara Angélica Souza Lima

1961 - 2020

Dona de um sorriso encantador e do melhor abraço que uma amiga pode receber. Vendia roupas e doava amor.

Deca, como era carinhosamente chamada, foi uma mulher guerreira, forte, incansável. Casada com Carlos, teve o primeiro de seus cinco filhos aos 16 anos. Mesmo sendo uma mãe tão nova, criou todos com muita luta e cheia de confiança na vida: Carla, César, Eduardo, Jonathan e Daniele foram suas grandes paixões. Zelosa, amava os filhos acima de tudo. Avó jovem, tinha quatro netos já e adorava brincar com a neta mais nova, Giovana, de dois anos, com quem tinha uma ligação forte, pois moravam juntas.

De sorriso encantador, sua energia maternal não ficava só na família, ia muito além. Prestativa e atenciosa, não conseguia dizer "não" para ninguém. Sempre trabalhou muito. Era vendedora numa loja de roupas masculinas em período integral e, mesmo assim, arranjava tempo e não media esforços para ajudar quem precisasse. Foi cuidadora de sua mãe e de sua avó durante o tempo em que ambas, com diabetes, tiveram de amputar as pernas. Mesmo nas adversidades, agia sem reclamar, mantendo um humor contagiante.

Era dona de um abraço acolhedor que acalentou a alma de muitos. Joelma, sua grande confidente, vai levar para sempre a amorosidade da amiga em seu coração: “Nunca vou me esquecer, nunca ninguém me abraçou daquela maneira e com aquele sorriso lindo no rosto”. Às vezes elas tomavam um bom vinho enquanto compartilhavam os fatos da vida em meio às gargalhadas. Nas festas, era famoso o bolo “nega maluca” que ninguém fazia melhor do que Deca. “Viveu intensamente, com muita bondade e sabedoria em suas palavras e atos. Agora está no céu brilhando, porque ela era assim, uma pessoa iluminada”, diz a amiga.

Clara nasceu em Aracaju (SE) e faleceu em Aracaju (SE), aos 58 anos, vítima do novo coronavírus.

Tributo escrito a partir de testemunho concedido pela amiga de Clara, Joelma Cristina da Silva Mota. Este texto foi apurado e escrito por Jornalista Bettina Turner, revisado por Lígia Franzin e moderado por Rayane Urani em 27 de julho de 2020.