Sobre o Inumeráveis

Edivane Brito

1971 - 2020

Para se livrar do frio, sempre colocava meia nos pés.

Dentre seus muitos apelidos, para os íntimos era conhecida como Vaninha.

Nordestina de origem humilde, lutou muito para formar duas filhas na faculdade, esse era o seu grande orgulho... além de simplesmente ser mãe, porque como ela mesma dizia: “eu nasci pra ser mãe!”

Sempre muito carinhosa e dedica, ensinou às filhas que chegariam onde sonhassem, e ela tinha razão.

Amante de orquídeas, fez de sua casa um jardim. E fez da vida daqueles que a tinham, um lugar alegre, de terra fértil. Assim era ela.

Até o seu último dia, fez aquilo que mais sabia, um bolo cheiroso para dividir com suas duas filhas, seus bichos, suas plantas, e para todos os amigos que ela tanto gostava de conviver.

Ela se foi e deixa uma saudade enorme, mas essa despedida não foi um adeus, foi um até logo.

Edivane nasceu na Paraíba (PB) e faleceu no Rio de Janeiro (RJ), aos 48 anos, vítima do novo coronavírus.

Testemunho enviado pela filha de Edivane, Monaliza Édila Brito de Oliveira. Este tributo foi apurado por Viviane França, editado por Alessandra Capella Dias, revisado por Lígia Franzin e moderado por Rayane Urani em 26 de junho de 2020.