Sobre o Inumeráveis

Elinaldo Bispo dos Santos

1973 - 2020

“Comigo não perde nada”, dizia ele quando tudo estava bem.

Companheiro, amoroso e carinhoso. Excelente pai, filho, irmão, padrasto, tio e amigo. Qualidades não faltaram a Elinaldo Bispo, que era também cúmplice, responsável e trabalhador. Um homem de caráter, cuja personalidade fascinante se sobressaía e cuja alegria sempre contagiou aqueles ao seu redor.

Elinaldo tinha sempre uma frase de efeito para cada situação. Quando falava em ser feliz, dizia: “só alegria!”. Quando tudo estava bem para ele, soltava um: “comigo não perde nada”. Para manter a tranquilidade: “cabeça de gelo”. E a cervejinha, para ele, era o “danoninho”.

Rosângela Moraes Sobral, sua companheira desde 2018, com quem estava em processo de registrar uma união estável, refere-se a Elinaldo como seu companheiro e eterno amor. Para ela, além das frases de efeito, o mais memorável nele era o jeito cuidadoso, a simplicidade e a alegria encantadora que demonstrava. Adorava cozinhar e era sempre prestativo, com uma preocupação constante para que todos ao seu redor estivessem bem.

Assim será o legado de Elinaldo: uma pessoa que viveu de bem com a vida, sempre alegre e com um sorriso estampado no rosto.

Elinaldo nasceu em Santo Amaro das Brotas (SE) e faleceu em Aracaju (SE), aos 47 anos, vítima do novo coronavírus.

Tributo escrito a partir de testemunho concedido Companheira (estavam em processo de registrar união estável) de Elinaldo, Rosângela Moraes Sobral. Este texto foi apurado e escrito por Jornalista Vinícius Oliveira Rocha, revisado por Lígia Franzin e moderado por Rayane Urani em 4 de dezembro de 2020.