Sobre o Inumeráveis

Eronides Ferreira de Matos Melo

1952 - 2020

Homem humilde e trabalhador. Era fã de Roberto Carlos e torcedor da Lusa.

Saiu de Alagoas para tentar a vida e arriscar a sorte em São Paulo.

Apaixonado pelo trabalho, foi funcionário na empresa "Orcose" e amava o emprego. Extremamente humilde, sabia valorizar o esforço do trabalho. Um funcionário exemplar, sempre pontual e aplicado, era um espelho para os companheiros. Não sabia ficar sem trabalhar, era apaixonado e dedicado ao que fazia.

Foi casado durante quarenta e três anos com Maria Aparecida, dividiram muitos dias difíceis, mas sempre preferiram lembrar dos momentos felizes. Construíram um amor simples e bonito, desses que enche os olhos de quem tem a sorte de ver e transbordam o coração de quem tem o privilégio de viver.

Teve uma única filha, Tathiane, que era seu xodó. Foi um pai presente e carinhoso, sempre acompanhando todos os seus passos e dando o suporte necessário. Os dois eram inseparáveis, juntos viveram muitas aventuras e amavam a companhia um do outro. Eram amigos e parceiros de vida. Eron sofria com as tristezas dela e ficava extremamente feliz com suas conquistas, porque eram dele também.

Amante de futebol, era apaixonado pelo time da Portuguesa de Desportos. Adorava Roberto Carlos, admiração que herdou do pai, e sonhava em poder ir a um show do cantor. Todos os dias, sem falta, mandava uma mensagem de bom dia para os amigos. E tinha muitos! Com seu jeito querido e coração bondoso, não havia quem resistisse a ele.

Eron se foi, deixando saudade em todos que tiveram a oportunidade de conhecer o homem incrível, bondoso e dedicado que era. Sem ele, os dias parecem maiores. Falta sua mensagem e carinho para dar força na caminhada. Apesar da ausência física, deixa um legado de honestidade e respeito que jamais será esquecido. Familiares e amigos sentem sua falta todos os dias, mas ele viverá para sempre nas lembranças que construíram ao longo da vida e no amor que deixou plantado no coração de todos que amou. Eron se eterniza também em uma vitória do Portuguesa ou em um show do Rei. Quando for a hora do reencontro, vai poder cantar pessoalmente para a filha “como é grande o meu amor por você”, como sempre fez desde que descobriu a imensidão que significa amar.

Eronides nasceu em Batalha (AL) e faleceu em São Paulo (SP), aos 64 anos, vítima do novo coronavírus.

Tributo escrito a partir de testemunho concedido pela filha de Eronides, Tathiane Ferreira Matos de Melo . Este texto foi apurado e escrito por Jornalista , revisado por Renata Nascimento Montanari e moderado por Rayane Urani em 28 de março de 2021.