Sobre o Inumeráveis

Gasparino Damião de Oliveira

1923 - 2020

"Mas que barbaridade!" dizia o homem tão complacente.

Cheio de vontade de viver, Gasparino adorava trabalhar e não conseguia ficar parado. Sem medos, vivia sempre a procura de novas aventuras, levando a vida com bom humor e contando suas piadinhas clássicas. Tiago, seu neto, conta que o avô afirmava ter muitos motivos para agradecer e que foi de forma humilde e com o coração temente a Deus que a sua missão foi cumprida verdadeiramente e com muito êxito.

"Ele sempre dizia que a vida é imprevisível. E penso que nesta jornada imprevisível, ele conseguiu se tornar um grande exemplo de vida. Gratidão por todos esses lindos anos bem vividos. E por aquele sorrisão... ah, e que sorriso! Já deixa muita saudade. Amor eterno!"

Do neto, Tiago.

-
Foi um típico patriarca, que nos deu um grande exemplo de vida. Adorava trabalhar, buscar novas aventuras sem medo e levava tudo com bom humor e suas piadinhas clássicas.

Foi um homem humilde e temente a Deus, que se despediu com uma sensação de coração pleno e com o dever verdadeiramente cumprido.

Suas palavras eram sempre: "Ninguém nasceu pra semente, né?" Verdade, meu avô! Por isso seus 96 anos foram bem vividos e você semeou tanta coisa boa! Serão essas nossas lindas lembranças, junto com seu sorriso.

Da neta, Carla.

Gasparino nasceu Maracaí (SP) e faleceu São Paulo (SP), aos 96 anos, vítima do novo coronavírus.

História revisada por Irion Martins, a partir do testemunho enviado por netos , em 9 de maio de 2020.