Sobre o Inumeráveis

Jaime Machado

1958 - 2020

Com sorriso largo, positividade e generosidade, viveu a vida na cadência bonita do samba.

Jaiminho, como era chamado, adorava viver. Sorriso largo, positividade e generosidade eram elementos fundamentais de sua personalidade. Suas grandes paixões eram a sua família e a Unidos de Vila Isabel, escola de samba do seu coração, onde foi diretor de harmonia durante trinta anos, compositor e baluarte.

Ainda menino, começou a trabalhar como sapateiro e se aposentou como tesoureiro de banco. Além de muita dedicação e disposição, orgulho de sua trajetória ética, pessoal e profissional também não lhe faltava.

Amava estar entre família e amigos — os quais não eram poucos, por sinal. O Flamengo inundava o seu coração de emoção. Batucar na mesa e comer polenta com moela tinham o mesmo sentido de prazer. Para ele, um chá de macaco — ou seja, uma cerveja gelada — era o bastante para distraí-lo.

Não podia ver um papel que já se inspirava e escrevia canções. E desse pequeno hábito em diante, Jaiminho tornou-se um dos compositores do Samba Exaltação da Vila Isabel, “Sou da Vila e Não Tem Jeito”.

Na cadência bonita do samba, Jaiminho ensinou a todos que com ele conviviam, que “Difícil é fazer o fácil”, mostrando aos amigos e familiares que quem impõe as dificuldades da vida somos nós mesmos. Lutar, vencer e realizar cabe a cada um.

Mesmo enfrentando uma dura batalha contra a insuficiência cardíaca, desde junho de 2019, Jaiminho manteve o sorriso largo e a serenidade. Somente quando perdeu Maria de Lourdes, sua amada parceira de vida há mais de sessenta e um anos, que o brilho do seu olhar ficou mais opaco.

Cerca de um mês depois, Jaiminho faleceu e seguiu o passo de Maria de Lourdes. Até porque sua vida nunca foi um samba de uma nota só. Sua música só tem ritmo com ela.

Jaime nasceu em Miracema (RJ) e faleceu no Rio de Janeiro (RJ), aos 81 anos, vítima do novo coronavírus.

Testemunho enviado pela neta de Jaime, Luanda Machado de Oliveira. Este tributo foi apurado por Cairo Martins, editado por Letícia Fortes, revisado por Lígia Franzin e moderado por Rayane Urani em 16 de agosto de 2020.