Sobre o Inumeráveis

José Roberto Ruz Requena

1961 - 2020

Impossível não lembra do som de sua risada e no seu timbre de voz grossa.

É fácil falar do Roberto, pois se trata de alguém que tinha tanta alegria de viver que me incentiva a dizer só coisas boas: sorte de quem esteve presente ao seu lado.

Impossível não pensar nele e logo lembrar do som de sua risada, de suas brincadeiras, de seu timbre de voz grossa, de seu jeito único e especial.

Um homem honesto, íntegro, amigo, companheiro, dedicado em tudo que fazia. Seja como pai, irmão, filho, marido e amigo, eu tenho certeza que o lugar que ele ocupa em nossos corações jamais será substituído.

Sou suspeita para falar, pois como filha sou completamente apaixonada por cada detalhe do meu pai (e acredito que não só eu, mas todas as pessoas que o conheceram).

É difícil acreditar que ele nos deixou. Mas ao mesmo tempo em que todos nós sentimos a tristeza da perda, sabemos que ele era uma pessoa tão boa e tão iluminada que Deus o quis ao seu lado. Eu tenho certeza que ele sentirá nosso amor aonde quer que esteja.

Escrevo este breve resumo cheia de lágrimas. Obrigada por fazer parte de nossas vidas e obrigada por fazer cada dia ser único ao seu lado, pai! Obrigada por ser quem você sempre foi: o grande amor de nossas vidas!

O lado bom de sentir saudades é que sabemos que o amor que sentimos por você nunca irá morrer. Te amamos pelo resto de nossas vidas!

Não vou dizer adeus, mas um até logo.

Com muito amor,
Jéssica sua filha, Margareth sua esposa, Dirce sua mãe, Betinha, Cilene e Cristina suas irmãs, e toda sua imensidão de amigos conquistados pela vida.

José nasceu São Paulo (SP) e faleceu São Paulo (SP), aos 58 anos, vítima do novo coronavírus.

História revisada por Laura Capanema, a partir do testemunho enviado por filha Jéssica, em 15 de maio de 2020.