Sobre o Inumeráveis

Josete Joaquim dos Santos

1964 - 2020

O corredor.

Zete amava correr. Vivia contando histórias das corridas que participava.

Enquanto a esposa dele ia trabalhar, ele saía correndo e levava a comida para os moradores de rua. Por muitas vezes chegava em casa sem camiseta, pois acabava dando a própria para alguém.

Porém, sua vida foi uma corrida cheia de obstáculos: Saiu da sua terra natal para tentar a vida em São Paulo, ficou 20 anos sem falar com suas filhas, por conta da separação do seu primeiro casamento, lutou contra o câncer, que vivia assombrando a sua vida, mas sempre mostrava a todos um amor e generosidade fora do comum.

“Ele foi embora quando eu tinha quatro anos e minha irmã caçula, apenas três. Ficamos por mais de 20 anos separados. Eu me permiti viver um amor que eu não sabia o que era. E vivi. Fiquei ao seu lado até o último momento de sua vida. Nós, tão preocupados com o câncer, que mais uma vez assombrava a sua vida. E não foi ele que levou você de nós. Obrigada por você ter deixado uma herança maravilhosa para mim e os meus irmãos, Tamiris e Wesley”, relata Juliana, sua filha mais velha.

Josete amava correr... mas correu demais, foi muito cedo.

Josete nasceu em Caatiba (BA) e faleceu em São Paulo (SP), aos 56 anos, vítima do novo coronavírus.

Tributo escrito a partir de testemunho concedido pela filha de Josete, Juliana Lima dos Santos. Este texto foi apurado e escrito por Jornalista Cassio de Campos, revisado por Lígia Franzin e moderado por Rayane Urani em 11 de julho de 2020.