Sobre o Inumeráveis

Josias Batista

1949 - 2020

A teimosia era seu único defeito, o resto era só alegria.

O militar aposentado Zia era extremamente teimoso, e esse era seu único defeito. Porque o resto era só alegria. Ele amava escrever música e tocar seu teclado. Amigo de todos – os mais chegados, ele chamava de “Ceará” embora nada tivessem a ver com o estado -, Zia dava papo para todo mundo independente do pensamento político, credo ou classe social.

Foi um excelente avô para Laura e Luiza, a quem ele chamava de “Tesouro 1” e “Tesouro 2”. Dizia que, após o nascimento da primeira neta Laura, ele renasceu, pois foi só ela nascer para ele ter uma recuperação relâmpago de uma grande cirurgia que havia feito. Ele também gostava de contar a história de quando Laura era pequena e teimava em sair para a rua. O avô deixava ela pensar que ia sair até a hora em que colocava o pezinho na rua. Daí ele pegava a neta e tudo recomeçava. Laura achava que ia ganhar essa disputa? Jamais, afinal em termos de teimosia ninguém superava ele.

Josias nasceu Rio de Janeiro (RJ) e faleceu Rio de Janeiro (RJ), aos 71 anos, vítima do novo coronavírus.

Jornalista desta história Ticiana Werneck, em 9 de maio de 2020.