Sobre o Inumeráveis

Lourenço Dias Monteiro

1948 - 2020

De bem com a vida, sempre.

Marido da Dona Raimunda, pai de Valdenor, Valdineia, Valdenice, Valmir e Valdene. Avô de Júnior, Jobson, Railson, Lucas, Uendell, Davi, Raquel e Benjamin.

Com esse paraense, não tinha tempo ruim, todos os dias eram felizes.

Foi, por mais de duas décadas, zelador da Feira Municipal de Marituba e, mesmo depois de aposentado, continuou voltando lá “para estar junto dos amigos”, dizia.

Foi também, por quase três décadas, o porteiro oficial da igreja Novo Horizonte. Era o primeiro a chegar e o último a sair. “Fez isso por amor à obra de Deus”, conta o neto Jobson.

Lourenço nasceu no Pará e faleceu em Marituba (PA), aos 71 anos, vítima do novo coronavírus.

História revisada por Ticiana Werneck, a partir do testemunho enviado por neto Jobson Camilo Melo Teixeira, em 3 de maio de 2020.