Sobre o Inumeráveis

Luiz Schifini

1918 - 2020

Ele chegou ao céu, encontrou São Judas e gritou: Tico-tico!

Hoje são só cinzas, o corpo não existe mais. Mas na nossa mente terrena, não conseguimos deixar de lembrar do aniversário de quem não está mais aqui, nem de pensar no quanto celebrou a vida.

Não sabemos o que acontece depois que morremos, mas com certeza, se existe céu, ele chegou lá, encontrou São Judas Tadeu e gritou:

- Tico-tico!

e São Judas respondeu:
- Feliz Aniversário, Luiz!

Homenagem ao meu pai, que morreu de Covid-19, na semana em que completaria 102 anos de idade.

De seu filho, Roberto Schifini.

-

Um pai saudável e lúcido. Amou a vida e viveu intensamente. Adorava passear, ir ao shopping e tomar um sorvete. Passou muita sabedoria e conhecimento para as outras pessoas. Arrancou sorrisos, mesmo nas horas mais tristes. Sempre falava brincando. Deixou saudades.

De sua filha, Carla Schifini.

Luiz nasceu em Porto Alegre (RS) e faleceu em Florianópolis (SC), aos 102 anos, vítima do novo coronavírus.

História revisada por Rayane Urani, a partir do testemunho enviado por filho Roberto Schifini, em 4 de maio de 2020.