Sobre o Inumeráveis

Luíza Maria da Conceição Santos

1957 - 2020

Inesgotável fonte de força e generosidade, tudo se clareava com sua presença.

Esta é uma carta de Alan para sua mãe, Luíza:

Minha mãe, Luíza, nasceu em uma cidade do interior da Paraíba, onde viveu até o início da vida adulta. Devido às condições precárias e poucas às oportunidades, veio para a capital (João Pessoa), trabalhar como doméstica. Residiu até seu falecimento em um bairro periférico da cidade.

Teve a oportunidade de estudar só até a quarta série, mas sabia que a educação era o único caminho para a mudança de vida de seus filhos. Sempre incentivou a mim e ao meu irmão a ficar nos estudos. E assim o fizemos. Driblando a violência e a falta de perspectivas que está atrelada à periferia e seguimos investindo em nossa educação.

Fui o primeiro da família a entrar na universidade e meu irmão seguiu o mesmo caminho. A obstinação em não deixar faltar o mínimo dentro de casa era uma marca registrada de minha mãe. Meus pais cresceram em um contexto de muita pobreza e falta de oportunidades.

Tivemos uma pequena melhora quando passei num concurso público. Minha mãe pouco usufruiu desse período de mais estabilidade, mas era nítido pelo seu semblante o quanto ela estava feliz com o rumo que estávamos tomando. O que antes era inimaginável, tornou-se possível. Fomos melhorando, paulatinamente, nossa condição de alimentação, de moradia e de bem-estar.

Sempre nessa trajetória, outro fator marcante de minha mãe era a generosidade, sempre dividindo com o outro o pouco do que tinha e do que era. Ela nos deixa, mas seu legado irá se perpetuar.

Forte ao agir, ao falar e ao lutar pela sobrevivência de sua família. Essa mesma força é a que todos precisamos agora, depois de sua partida.

Luíza nasceu em Alagoinha (PB) e faleceu em João Pessoa (PB), aos 62 anos, vítima do novo coronavírus.

Tributo escrito a partir de testemunho concedido pelo filho de Luíza, Alan da Conceição Santos. Este texto foi apurado e escrito por Jornalista Mateus Teixeira, revisado por Lígia Franzin e moderado por Rayane Urani em 13 de setembro de 2020.