Sobre o Inumeráveis

Lyris Millares

1928 - 2020

Uma mulher muito independente e que sempre buscou a felicidade. Ela foi feliz!

A neta Paloma inicia sua homenagem à avó contando: "Minha vó Lyris foi uma pessoa incrível, daquelas que poderia escrever um livro, sabe?! Foi uma mulher muito à frente de seu tempo, viveu intensamente como sempre quis. Se tem uma palavra que a define é: destemida. Parecia que ela não tinha medo de nada. Aos 93 anos, morava sozinha, viajava e se divertia muito."

Aos 80 anos, Lyris encontrou um amor na internet, vendeu seu único bem — um fusca azul — e foi morar nos Estados Unidos, sem falar inglês, com seu novo amor. Lá ela casou, ficou viúva e... casou de novo! "Não disse que ela era destemida!", completa Paloma, rindo ao recordar-se da figura incrível da avó.

Sua grande paixão era a dança, como gostava de dançar!

A outra neta de Lyris, Mila, conta o seguinte: "Vivi inúmeras histórias de aventura com esta mulher, que conseguia ser mais louca do que eu. E, vejam bem: isso é um elogio!"

"Já aos 80 anos, levava-me em seu fusca pra cima e pra baixo. Uma vez, quando estávamos a caminho do Armazém Vieira, o carro pegou fogo. Saímos do veículo esbaforidas e quase carbonizadas. Petrificada de pavor, eu só queria voltar pra casa. Nesse momento, ela me olhou bem séria e falou: 'Já perdemos o carro, não vamos perder a noite!'", relembra Mila.

"O que me conforta é saber que ela foi muito feliz. Sentirei muitas saudades, minha vó", finaliza a neta Paloma.

Lyris nasceu em Santos (SP) e faleceu na Flórida, EUA, aos 93 anos, vítima do novo coronavírus.

Testemunho enviado pelas netas de Lyris, Paloma Schutel e Mila Lima. Este tributo foi apurado por Lígia Franzin, editado por Lígia Franzin, revisado por Lígia Franzin e moderado por Rayane Urani em 16 de setembro de 2020.