Sobre o Inumeráveis

Marcelo José Cerqueira

1968 - 2020

Trabalhando nos presídios de São Paulo, ele fazia de tudo para tentar aliviar a dor alheia.

Por ter perdido os pais na adolescência, ele e seus irmãos tiveram que se criar sozinhos. Aos 21 anos, decidiu prestar concurso público estadual, no qual foi aprovado, indo então trabalhar nos presídios de São Paulo.

Primeiramente, trabalhou no presídio do Hipódromo, depois foi para o antigo Carandiru, onde trabalhou por mais de 10 anos. Depois que o presídio foi desativado, foi para o presídio de Guarulhos, onde permaneceu trabalhando até o fim. Era respeitado por todos, até pelos presidiários, porque ele era uma pessoa de bom coração.

Trabalhando em jornada dupla, tinha apenas um dia de folga por semana, mas essa dedicação toda, foi o que proporcionou uma vida melhor para a mulher e o filho, que está se formando em 2020, na faculdade. Ele queria muito, mas infelizmente, não vai ver essa formatura.

Já tinha dado entrada na aposentadoria, pois completou os 30 anos de funcionalismo público. Seria sua vez de aproveitar a tão sonhada liberdade, de não precisar levantar cedo para trabalhar.

Mesmo sendo saudável, sem nenhuma comorbidade e tomando todos os cuidados, ao sentir dificuldade para respirar, decidiu ir ao hospital. Não retornou mais. Esse vírus levou a pessoa mais importante da família. Companheiro dedicado e querido por todos que conviveram com ele.

Ele tinha fé que ia passar, mas não foi como ele esperava que fosse... Agora, deixa esposa, filho, amigos e familiares, todos com um enorme vazio e cheios de saudades.

-

Sempre presente, era o paizão cujo legado de amor e cuidado permanecerá.

Marcelo era daquelas pessoas que zelavam demais por todos, um verdadeiro paizão.

Era um pai e marido amoroso e dedicado, o tio da bagunça, o irmão preocupado e o companheiro de trabalho leal.

Responsável por juntar a família nos momentos alegres, ainda estará sempre junto àqueles que amou, e “seus ensinamentos em vida irão para a eternidade”, declara o filho Gustavo.

Marcelo nasceu em São Paulo (SP) e faleceu em São Paulo (SP), aos 51 anos, vítima do novo coronavírus.

Testemunho enviado pela esposa e pelo filho de Marcelo, Efigenia Conceição Camargo de Cerqueira e Gustavo José Cerqueira. Este tributo foi apurado por Carla Cruz, editado por Alessandra Capella Dias e Marcos Concórdia, revisado por Lígia Franzin e moderado por Rayane Urani em 28 de junho de 2020.