Sobre o Inumeráveis

Marina Domingos Siqueira

1928 - 2020

Sempre com um sorriso no rosto, dedicou-se a ser uma mãe, avó, bisavó e trisavó que amava mais do que cabia em si.

Marina Domingos, a matriarca da família Siqueira, tinha um coração de ouro que ajudava quem precisasse, muito brincalhona e raramente aparentava estar triste. Possuía uma saúde de ferro, de dar inveja a muita gente.

Após ficar viúva, criou os seus sete filhos ensinando-os a serem sempre pessoas honestas. Amava falar com orgulho de sua família e também amava viajar e fazer reuniões com todos os familiares, e se alguém ficava alguns dias sem dar sinal de vida, ela ligava para saber sobre a pessoa. Muito generosa e disposta a ajudar desconhecidos, mostrava como era bom dar esperança ao próximo.

Sua marca registrada era o dominó; se pudesse, passava o dia inteiro jogando e ‘ai daquele que ousasse ganhar dela, era uma comédia! Fazia o som de um galo cacarejando quando dava 50 pontos.

Gostava de sair, passear e até de paquerar, dizendo que ia dar outro avô para as netas. Um de seus passatempos favoritos era ir ao cinema, mas sempre dormia no trailer e acordava quando já estavam passando os créditos finais do filme.

Sua neta Juliana, a Juquinha, como era chamada por Marina, também transparecia carinho ao se referir à avó como “Véia Siqueirinha”. A outra neta, Maria Emília, contou: “Sempre que eu saía com ela, fazia questão de dizer que eu era uma enfermeira maravilhosa e me deixava sem jeito com os elogios". As duas já sentem saudade da avó dando sua bênção, suas gargalhadas e exibindo seu sorriso aberto.

Com dona Marina não tinha tempo ruim e ela sempre será lembrada por sua força, garra e vontade de viver.

Marina nasceu em Manaus (AM) e faleceu em Manaus (AM), aos 92 anos, vítima do novo coronavírus.

Tributo escrito a partir de testemunho concedido pelas netas de Marina, Juliana dos Santos Siqueira e Maria Emília Siqueira. Este texto foi apurado e escrito por Jornalista Ana Beatriz Fonseca, revisado por Lígia Franzin e moderado por Rayane Urani em 26 de outubro de 2020.