Sobre o Inumeráveis

Maud de Morais Cordeiro

1929 - 2020

Gostava de política e nunca fugiu de um debate.

Nascida no interior da Paraíba, a mais velha de quatro irmãos, Maud foi morar em Salvador depois de se casar e lá trabalhou durante muitos anos como professora do estado.

Mulher forte de uma linhagem de mulheres fortes, Maud nunca levou desaforo pra casa. Quando botava algo na cabeça, não havia quem a fizesse mudar de ideia.

Gostava de política e nunca fugiu de um debate. Foi questionadora até o fim da vida e nunca deixou de votar.

Mãe de duas filhas, avó de seis netos e bisavó, Maud sempre gostou de estar perto da família. Quando morava na Bahia, vinha visitar no São João e no Natal. Depois de se aposentar e voltar para a Paraíba, passou a reunir todos em casa aos domingos e nas datas festivas.

Além dos compromissos com a família, Maud tinha uma vida social ativa. Foi integrante do Coral do Tribunal da Justiça e fez parte de um grupo de carteado.

Seu gosto por estar entre as pessoas e seu entusiasmo pela vida não se arrefeceram mesmo em face de duras perdas, como a morte do marido e seus próprios problemas de saúde. Ela continuou saindo quando podia e celebrando datas especiais.

Quando completou 90 anos em dezembro de 2019, deu uma festa com muita música e avisou já estar planejando a comemoração do seu centenário.

Maud nasceu Brejo da Cruz (PB) e faleceu João Pessoa (PB), aos 90 anos, vítima do novo coronavírus.

Jornalista desta história Marcelle Santos, em entrevista feita com sobrinha Cybelle Morais Falcone de Melo, em 8 de maio de 2020.