Sobre o Inumeráveis

Orlando Paes Barreto Júnior

1959 - 2020

Quando cantava e tocava seu violão, tudo ficava bem!

"Meu pai era o melhor pai do universo! Dono de um coração gigantesco. Gostava de ajudar todo mundo. Não se importava com nada, apenas queria ver todos bem ao seu redor", assim era o pai, aos olhos de sua filha Lygia.

O seu maior hobby era tocar violão e cantar. "E ele foi o primeiro e único amor da vida de minha mãe."

Ele não media esforços para fazer de tudo pelos filhos. "Na noite em que passou mal, cantei louvores pra ele, sentada no chão, ao lado da rede onde estava deitado. Segurando sua mão, vi o dia clarear. Ele não largava minha mão", conta a filha.

Lygia encerra dizendo: "Perdi o melhor pai do universo".

Orlando nasceu em Mazagão (AP) e faleceu em Belém (PA), aos 60 anos, vítima do novo coronavírus.

Testemunho enviado pela filha de Orlando, Lygia Feio Paes Barreto. Este tributo foi apurado por Carla Cruz, editado por Marilza Ribeiro, revisado por Lígia Franzin e moderado por Rayane Urani em 19 de setembro de 2020.