Sobre o Inumeráveis

Patrícia Dias de Oliveira

1977 - 2020

Sempre linda e vaidosa, vivia cheirosa. Era a "florzinha" da família.

Entre os familiares, ela era a “florzinha”. Aquela flor linda, alegre e cheia de vida. Era também cheia de sonhos, tanto para si quanto para seus filhos.

Sonhava em vê-los como grandes craques destes times de futebol.
E conseguiu: o mais novo até assinou um contrato. Ela ficou toda orgulhosa e feliz. Um golaço.

Conseguiu também aquele tão sonhado terraço, com uma churrasqueira e até uma rede. Resultado: todo final de semana tinha churrasquinho com os amigos. Uma festa.

Ela sempre dizia: “Comigo não tem tempo ruim”, e todos sabiam disto. Ali no seu jardim, a "florzinha" estava sempre pronta para o que a vida lhe trouxesse.

Patrícia nasceu em São Paulo (SP) e faleceu em São Paulo (SP), aos 42 anos, vítima do novo coronavírus.

Testemunho enviado pela sobrinha de Patrícia, Priscila de Oliveira Galvão. Este tributo foi apurado por Ricardo Pinheiro, editado por Pablo Marcelo, revisado por Lígia Franzin e moderado por Rayane Urani em 26 de junho de 2020.