Sobre o Inumeráveis

Patrocínio Magno Portocarrero Naveira

1945 - 2020

Não havia tristeza que seu abraço não curasse.

O Dr. Magno, dentista dedicado, gostava de esportes em geral, fez alpinismo e hipismo. E nadava e caminhava diariamente.

Toda noite uma taça de vinho! Os encontros com os amigos sempre foram indispensáveis. Casou-se uma única vez, com a Laís, com quem guardava segredos de amor.

Seu lema era viver a vida plenamente! Sempre generoso, afetuoso e presente.

Para a esposa Laís, foi um privilégio viver com Magno. Alguém que tinha prazer na companhia dos amigos e da família.

Tantas histórias inesquecíveis ela passou a seu lado, de viagens à fazenda e ao exterior, incontáveis momentos de diversão.

Na ida para o hospital segurou na mão da esposa muito amada e disse: “Eu te amo!”.

“Um presente que me trouxe amor, companheirismo e muita alegria!”, conta Laís.

-

Um homem otimista, afinal, jamais perdeu a esperança de ver o América Mineiro ser campeão brasileiro. De alma alegre e generosa, quase nada tirava o sorriso do seu rosto. Talvez por isso tenha escolhido ser dentista, para incentivar também o sorriso do próximo. Amigo falante e divertido, nunca negava um dedinho de prosa.
Um jovem senhor que adorava nadar, escalar, caminhar e colocar a vida em movimento.

Jamais será esquecido.

Patrocínio nasceu em Bela Vista (MS) e faleceu em Campo Grande (MS), aos 74 anos, vítima do novo coronavírus.

Tributo escrito a partir de testemunho concedido pelo irmão e pela esposa de Patrocínio, Martinho Naveira e Laís. Este texto foi apurado e escrito por Jornalista Hélida Gmeiner Matta e Flavia Campos, revisado por Didi Ribeiro e Lígia Franzin e moderado por Flávia Campos em 9 de maio de 2020.