Sobre o Inumeráveis

Paulo Cristovam dos Santos

1965 - 2020

Sorridente, sempre cumprimentava com um sonoro "Oh, jovem"!

Paulinho da farmácia, Paulinho do hospital, Paulinho de Betânia. Na cidade de Pesqueira, todo mundo conhecia o Paulinho. Ele trabalhava na farmácia do hospital e na farmácia da família Santos, estabelecimento tradicional na cidade.

"Simpatia? Boa gente? Era ele", nas palavras de sua cunhada, Zélia Maria.

"Era solidário e engraçado. Um ótimo pai de família. Trabalhou muito e conseguiu formar a filha e o filho: fisioterapia e odontologia. Até frango assado ele vendeu para sustentar os filhos na faculdade em Caruaru", completa Zélia.

Apaixonado pela esposa, Maria Betânia, foi um ótimo marido.

Zélia lembra uma característica marcante do cunhado: sempre tirava foto com o dedo apontado para quem estava ao lado dele. "E, ao cumprimentar uma pessoa, dizia: Oh, jovem!"

"Teve carreata para acompanhar o caixão lacrado até o cemitério". Ela encerra dizendo: "Paulinho se foi e estamos todos tristes".

Paulo nasceu em Pesqueira (PE) e faleceu em Caruaru (PE), aos 55 anos, vítima do novo coronavírus.

Testemunho enviado pela cunhada de Paulo, Zélia Maria Ramos de Araújo. Este tributo foi apurado por Carla Cruz, editado por Marilza Ribeiro, revisado por Lígia Franzin e moderado por Rayane Urani em 31 de agosto de 2020.