INUMERÁVEIS

Memorial dedicado à história
de cada uma das vítimas do
coronavírus no Brasil.

Garanhuns (PE)

José Leôncio da Silva Sobrinho, 78 anos

A vida não lhe sorria facilmente, mas Duda do Ceaga aproveitava as oportunidades e abria ele mesmo seu sorriso.

José Salu Neto, 85 anos

Ele amava em detalhes, era amor da cabeça aos pés.

Maria Amaral dos Santos, 71 anos

Sempre que conversava com alguém, alisava o ombro ou o cabelo da outra pessoa. Era sua mania, fazer carinho enquanto falava.

Rosineide Francisco dos Santos, 51 anos

Gostava de fazer artesanato, de pintar, de bordar em fita e em ponto cruz.

não há quem goste de ser número
gente merece existir em prosa