Sobre o Inumeráveis

Raimunda Francisca Ferreira Saraiva

1963 - 2020

Dona das melhores gargalhadas e da alegria de ensinar crianças.

Ela era uma pessoa sensacional e, apesar de sua deficiência física, era alegre, empoderada e de uma risada encantadora.

Nós gostávamos de passear juntas, principalmente ir à praia, ríamos muito e a gargalhada dela contagiava não só a gente, mas também as pessoas que estavam ao redor.

Na sua função de professora alfabetizadora, deixava as crianças com uma alegria radiante, não gostava de mentiras e administrava sua escolinha com muito brilho.

Hoje fica a saudade de seu trabalho na escola "Reforço Escolar Tia Francisca".

Familiares, amigos, alunos e pais desejam muita paz aí no Céu, que é onde você se encontra agora.

-

Francisca tinha o melhor sorriso, a melhor gargalhada.

Encaminhou muitos jovens na caminhada cristã da Igreja.

"Sentiremos muito a sua falta", diz Karla, sua amiga.

-

"Sou deficiente sim, o que isso importa?
Nada, pois faço tudo que gosto: trabalho, brinco, saio com os amigos, me divirto. Curto a vida que Deus me deu, não reclamo, tudo que tenho quero agradecer, tenho pais maravilhosos, uma família querida, jamais esquecida.
Uma infância bem-vivida, uma adolescência curtida, uma fase adulta de responsabilidades e um futuro promissor. Com sacrifício sim, mas com dificuldades jamais!"

A texto acima foi escrito por Francisca e encontrado pelas suas irmãs, Ereciane e Anunciação, que sentem saudades eternas!

Raimunda nasceu em São Luís (MA) e faleceu em São Luís (MA), aos 56 anos, vítima do novo coronavírus.

Testemunho enviado pelas irmãs e pela amiga de Raimunda, Ereciane Saraiva, Anunciação Saraiva e Karla Mota. Este tributo foi apurado por Lígia Franzin, editado por Lígia Franzin, revisado por Lígia Franzin e moderado por Rayane Urani em 7 de agosto de 2020.