Sobre o Inumeráveis

Raimundo Paulo Marques

1952 - 2020

Porteiro de uma pequena igreja da Congregação Cristã do Brasil, ele amava servir a Deus.

Este é um tributo que Francivaldo escreveu para seu pai, Raimundo Paulo:

Esposo dedicado, pai atencioso, avô brincalhão, amigo de todos.

Porteiro da pequena igreja da Congregação Cristã do Brasil em Rosário, Maranhão. Função que amava por servir ao Senhor. Um coração puro, honesto e temente a Deus.

Gostava mesmo da igreja e de todos os seus membros. Os congressos, ou reunião da mocidade como eles chamam, era seu favorito. Tinha o sonho de aprender a tocar algum instrumento. Enquanto isso admirava os músicos e ficava nos ensaios acompanhando. Lia a bíblia nos seus momentos de folga.

Encarregado de obras por anos, depois comerciante até os últimos dias.

Mesmo tendo a oportunidade de descansar em sua aposentadoria, dizia que precisava trabalhar pra se sentir vivo.

Casado por mais de 40 anos, dedicado. Cuidadoso com a esposa e com os remédios dela.

Educou os filhos com muito esforço, pois não teve a oportunidade de estudar além da quarta série.

Ele era muito reservado. Averso a tumulto e aglomeração.

O único momento em que relaxava completamente era quando descia no tobogã do parque aquático, sentia-se como criança. Descia tantas vezes até sentir as costas de 67 anos reclamar.

De olhar firme, assim como as palavras. Sorriso tímido, mas sempre presente.

Amante da boa comida, e de caminhadas no início da noite.

Fazia questão de almoçar na mesma cadeira. E se um filho fosse almoçar com ele, ele o esperava, pra colocar a conversa em dia.

Em seu último dia dos pais resolveu aceitar o convite e passar em um hotel nós Lençóis Maranhenses. Seus olhos brilhavam como se tivesse descoberto um mundo novo. Prometeu que iria aceitar sempre o convite pra viajar.

Raimundo nasceu em Itapecuru Mirim (MA) e faleceu em São Luís (MA), aos 68 anos, vítima do novo coronavírus.

Tributo escrito a partir de testemunho concedido pelo filho de Raimundo, Francivaldo Oliveira Marques. Este texto foi apurado e escrito por Jornalista Mateus Teixeira, revisado por Luana Bernardes Maciel e moderado por Rayane Urani em 2 de março de 2021.