Sobre o Inumeráveis

Renato Fonseca Menezes

1950 - 2020

Médico ortopedista que dedicou a vida para visitar e cuidar de inúmeros pacientes pelo norte do país.

Aos 19 anos, Renato passou em Medicina pela Universidade Federal do Espírito Santo, onde se formou com a turma de 1975.

Os colegas que ele fez nesta época, como a Rosa Maria, permaneceram em contato com ele por toda a sua vida.

"Lembro-me dele caçando rãs no brejo que havia próximo ao Instituto Anatômico, para as aulas experimentais do curso de fisiologia. Ele se molhava todo, mas conseguia seu objetivo. Sempre foi muito determinado", conta o amigo Wilson.

Renato casou-se com Maria José, também conhecida como Zezé, e nela encontrou um grande amor e uma parceira para todos os momentos.

Um pouco depois, especializou-se em Ortopedia e Traumatologia e foi exercer a sua profissão pelo norte do país, ficando por vinte anos no interior do Pará como único ortopedista desta região. Nesta época, morou em Marabá e Conceição do Araguaia. Saindo desta região, continuou a sua caminhada ainda mais ao norte e levou a sua medicina para o interior do Amazonas, onde fixou residência em Parintins e, mais uma vez, como único ortopedista, atendeu toda a população do Baixo Amazonas até os seus últimos dias de vida.

"Ele não media esforços para cuidar dos seus pacientes. São muitas as mensagens de agradecimento das pessoas que ele tratou. Ele viveu intensamente o seu lado profissional. Viajava pelo interior do Amazonas para atender as comunidades e municípios mais distantes. Era muito querido e conhecido na região, desde o Pará até o Amazonas", conta Zezé.

Além de um médico incrível, Renato também foi um grande pai para Mariana, Jaime, Gustavo, Manuela e Gabriel. Todos, frutos de seu amor com Zezé. Jaime, inclusive, seguiu os passos do pai e também se tornou ortopedista.

Nas poucas horas vagas que se permitia ter, Renato gostava de pescar e preservar o meio ambiente, plantando árvores e flores no seu quintal, na cidade de Parintins.

Renato também era reconhecido por ser um contador de histórias, em especial pelos seus cinco filhos e sete netos, para quem contava as muitas histórias de família e aventuras vividas nas pescarias que fez com seu grande companheiro e pai, Mauro Menezes.

Em fevereiro de 2019, ele reuniu os amigos da faculdade para comemorar os 45 anos de formação em Medicina, no balneário de Iriri, no Espírito Santo. O encontro, cheio de emoção e alegria, celebrou a carreira e a vida de um homem que nasceu para se dedicar ao próximo.

Renato faz muita falta para sua família, amigos e todos os seus pacientes.

Renato nasceu no Rio de Janeiro (RJ) e faleceu em São Paulo (SP), aos 70 anos, vítima do novo coronavírus.

Tributo escrito a partir de testemunho concedido pelos familiares e amigos de Renato, Maria José, Wilson e Rosa Maria. Este texto foi apurado e escrito por Jornalista Rayane Urani, revisado por Lígia Franzin e moderado por Rayane Urani em 22 de outubro de 2020.