Sobre o Inumeráveis

Rinaldo Lima Ferreira

1965 - 2020

De pirraça, ele sempre passava a barba por fazer no rosto das filhas.

Ele era servidor público e adorava sua profissão. Casado e pai de duas filhas, Renata e Raiane, tinha apego pela família e uma boa relação com todos. De sorriso fácil, gostava de fazer brincadeiras com as pessoas que gostava.

Motorista de ônibus escolar, reservava todos os dias um horário para visitar a mãe e dar a ela um pouco de atenção. "E quando as opiniões deles divergiam ele voltava bravo, dizendo que ela era 'uma velhinha teimosa'", conta Raiane. Rinaldo era um crítico assíduo da política e não tinha medo de expor suas opiniões.

"Quem o conhecia, dizia que suas maiores virtudes eram a garra, a teimosia e a paixão por aquilo em que acreditava", revela Raiane. Ele amava música sertaneja e vaquejada. Filho de pernambucanos, herdou esse costume dos pais e todo mundo brincava com ele sobre isso. Sempre colocava sertanejo para tocar e animar a galera.

Em suas horas livres, Rinaldo amava estar com a família e ir ao sítio, onde aproveitava o tempo para organizar as coisas por lá e tratar dos animais. O amor pelo seu cantinho era tanto, que pouco tempo antes de falecer ele havia comprado mais um pedaço de terra para morar com sua esposa.

Foi um pai sempre disposto a cuidar e ser amigo de suas filhas. Ele tinha um abraço confortável e aconchegante para suas meninas e, de brincadeira, gostava de passar a barba por fazer no rosto delas para fazê-las sorrir. "Ele apertava nossas bochechas bem forte, como se ainda fôssemos crianças", relembra Raiane com carinho.

Rinaldo foi um exemplo de zelo para com os seus, de amor ao próximo e pelos animais. Sua trajetória linda ficará viva na memória de quem teve a honra de conhecê-lo e chamá-lo de filho, pai e amigo.

Rinaldo nasceu em Querência do Norte (PR) e faleceu em Cuiabá (MT), aos 82 anos, vítima do novo coronavírus.

Tributo escrito a partir de testemunho concedido pela filha de Rinaldo, Raiane Chaves Ferreira. Este texto foi apurado e escrito por jornalista Luma Garcia , revisado por Maria Eugênia Laurito Summa e moderado por Rayane Urani em 9 de janeiro de 2022.