Sobre o Inumeráveis

Ronaldo Bezerra dos Santos

1967 - 2020

“Cadê a princesa de vovô?”, perguntava ele quando via a neta, por quem era vidrado.

Tomar uma cervejinha na praia ou piscina, ouvindo um som. "Taí" a combinação perfeita para Roni, ou Gordinho, como os mais chegados o chamavam.

O vendedor e produtor de peças de carros era conhecido por ser criativo e trabalhador. Até a chegada da Gabizinha. Há três anos, quando sua primeira neta nasceu, ele passou a se dedicar quase que exclusivamente a ela. "Ele fazia tudo por ela”, conta a filha Juliana, mãe de Gabi.

O avô montava piscina inflável, levava para o parque, balanço, fazia almoço e suco. Comprava todas as guloseimas que ela gostava. Desde que ela nasceu, todos os dias, ele registrava uma foto dos dois juntos, Gabi e ele, em sua rede social. “Às vezes, ele tinha um cuidado até exagerado, protegia demais”, brinca Juliana.

Ele vivia intensamente cada momento da vida, não se apegava a bens materiais. Todo dinheiro que tinha no bolso, dividia e ajudava os colegas e até desconhecidos.

Amigo, simpático e animado, ele gostaria de ser lembrado com muita alegria, música, churrasco e piscina.

Deixou a esposa Dinha, e os filhos Juliana e Thiago.

Ronaldo nasceu em Santo André (SP) e faleceu no Recife (PE), aos 53 anos, vítima do novo coronavírus.

Jornalista desta história Ticiana Werneck, em 15 de maio de 2020.