Sobre o Inumeráveis

Rosalves de Souza

1949 - 2020

Mestre na arte do bem viver, era o vizinho que todo mundo queria ter.

Rosalves tinha muito orgulho da profissão a que se dedicava, porque muito embora não tivesse tido a oportunidade de estudar, esmerou-se com afinco de forma que experimentou a mesma realização proveniente de um diploma escolar.

Mestre de obras, dedicava-se a construir, não só empreendimentos, mas também laços. Na vizinhança, todos já sabiam que em sua casa podia-se entrar, pois ali sempre havia um café a ser servido e um ouvido a escutar.

Tio Rosa, como era carinhosamente chamado pelos sobrinhos, era uma pessoa extremamente solidária, e agia sempre em favor do próximo, mesmo que às vezes tivesse que tirar do dele.

A esposa Maria e o filho Silvio eram sua força e fortaleza, a quem ele recorria para superar as dificuldades da vida.

Um dos momentos mais marcantes do Tio Rosa aconteceu ao final da partida de futebol da seleção brasileira durante a Copa das Confederações, em 2013. Entre abrações, pulos e muita vibração, manifestou-se a mais autêntica felicidade. E é com essa felicidade que ele será lembrado.

Rosalves nasceu em Tefé (AM) e faleceu em Manaus (AM), aos 71 anos, vítima do novo coronavírus.

Tributo escrito a partir de testemunho concedido pelo sobrinho de Rosalves, Maurício de Oliveira Ferreira. Este texto foi apurado e escrito por Jornalista Gabriele Ramos Maciel, revisado por Didi Ribeiro e moderado por Rayane Urani em 28 de maio de 2020.