Sobre o Inumeráveis

Rosel Adão Horst

1962 - 2020

Com alegria e desenvoltura trovava seus versos.

Rosel, por ser muito querido, humilde e alegre, estava sempre cercado de muitos amigos. Muito conhecido e apreciado na cidade onde morava, seu maior prazer era convidar as pessoas para irem à sua casa e cozinhar para elas o seu prato preferido: um especial virado de feijão preparado com feijão, cebola, alho e farinha de milho.

Ele foi casado por trinta e nove anos com Célia. Dessa união, vieram Micheli, Marcelo, Mayra, os netos Fernando, David, Gisely, Junior Neto e Arthur que, juntamente com os genros Jorge e Vinícius, se transformaram nos amores de sua vida.

Rosel era sem dúvidas uma pessoa ímpar. Trabalhador, adorava ser caminhoneiro e nesse meio era mais conhecido como Gordo.

Descendente de alemães, amava cavalgadas e reunir a família para almoços e, com seu jeito extrovertido, gostava de trovar versos durante esses encontros, alegrando todos ao seu redor.

Dentre as lembranças mais marcantes que deixou, uma que dificilmente será esquecida é o dia em que foi para a praia com toda a família e muito divertiu a todos com suas piadas.

Rosel nasceu em Imbituva (PR) e faleceu em Imbituva (PR), aos 57 anos, vítima do novo coronavírus.

Testemunho enviado pela filha de Rosel, Mayra Rickli. Este tributo foi apurado por Andressa Vieira, editado por Vera Dias, revisado por Walker de Barros Dantas Paniágua e moderado por Rayane Urani em 12 de setembro de 2021.