Sobre o Inumeráveis

Sebastião Lobato

1953 - 2020

Sempre dizia que não gostava de ver a filha chorar, e chorava junto com ela.

Meu pai foi a melhor pessoa que eu conheci.

Ele conversava comigo sobre todos os assuntos, ria comigo e me dava carinho.

Uma das lembranças que tenho dele é de quando eu o abraçava e dizia que só ia soltar quando ele dissesse que me amava. Ou quando ele deixava eu fazer penteados nos seus cabelos brancos.

Todas as noites ele perguntava se eu já tinha jantado, ou perguntava se eu estava bem e me dava um beijo. Ele com os seus 67 anos conseguia entender todos os assuntos, e era meu confidente.

Nosso amor foi a coisa mais linda que eu senti na vida, e esse vazio nunca vai ser preenchido.

Meu pai me ensinou sobre honestidade, humildade e integridade. Gosto de pensar que ele foi o pai perfeito, e foi mesmo. Mas como nada na vida é perfeito ele partiu dessa forma.

Sebastião nasceu no Pará e faleceu em Belém (PA), aos 67 anos, vítima do novo coronavírus.

História revisada por Rayane Urani, a partir do testemunho enviado por filha Karoline, em 8 de maio de 2020.