Sobre o Inumeráveis

Sidney Ferreira

1956 - 2020

Boa-praça, carismático, amigo dos amigos, modelo de pai e eterno herói para suas filhas.

Ney era puro alto astral. Tinha muitos amigos e era uma das pessoas mais conhecidas do bairro de Jacarepaguá.

Trabalhou duro: foi camelô, contínuo, cozinheiro, vendedor, fez esculturas em gesso, trabalhou como gerente e foi sócio em uma oficina.

A vida foi de muita luta, mas também foi de superação e desse tipo de sorte - uma em um milhar - que de repente o presenteou com a tão desejada casa própria onde pudesse construir seu lar!

Foi o melhor esposo que Maria dos Navegantes Ferreira poderia ter e com quem foi casado por 41 anos. O avô mais dócil e brincalhão de seus cinco netos e o pai orgulhoso de três filhas: Patrícia Kely, Pamella Cassia e Paolla Caroline, mulheres independentes, fortes e guerreiras, forjadas por seu olhar carinhoso e por sua trajetória exemplar.

Graças ao apoio do valente pai, as filhas formaram-se, conquistaram seus espaços no mercado de trabalho e constituíram suas famílias. Curiosamente, todas se casaram em 2010 e esse foi um ano de muitas comemorações, do jeitinho que Sidney gostava: em sua casa, tudo era motivo para comemoração!

"Meu pai fazia o melhor churrasco. Ele adorava receber seus amigos fiéis e estar com a família. Todos têm uma boa história com ele para contar!", relembra Pamella.

Sidney nasceu no Rio de Janeiro (RJ) e faleceu no Rio de Janeiro (RJ), aos 63 anos, vítima do novo coronavírus.

Tributo escrito a partir de testemunho concedido pela filha de Sidney, Pamella Cassia. Este texto foi apurado e escrito por Rosana Forner, revisado por voluntário e moderado por Rayane Urani em 29 de maio de 2020.