Sobre o Inumeráveis

Sueli de Fátima Gomes Augusto

1956 - 2020

Fez diferença em tudo o que tocou!

Sueli nasceu em São Manoel, interior de São Paulo, mas passou a maior parte de sua vida na capital, cidade pela qual nutria um grande encantamento. Amava a agitação, o movimento, o acesso facilitado aos shows, teatros e jogos de futebol. Era palmeirense roxa e amante dos inúmeros shoppings, onde passava horas preciosas ao lado da filha e das netas amadas.

Sua maior fonte de prazer foi viajar, conhecer o Brasil e em especial o Nordeste, terra que ela achava a mais linda do mundo e onde passou a maioria de suas férias.

Ela era o tipo de pessoa que não deixava uma tarefa por terminar, era objetiva, focada, determinada, aprendia fácil e exercia suas atividades com paixão. Era gerente de organização escolar, dedicou sua vida à educação. Apaixonada pela escola, pelos alunos, pelo trabalho sempre entregue antes do prazo. Sentia prazer em ajudar as pessoas, os colegas de trabalho e até quem ela não conhecia. Sentiu uma tristeza profunda quando se aposentou e se afastou desse ambiente que trouxe tanta realização e felicidade para sua vida. Faleceu um mês depois de se aposentar.

Ela não tinha grandes ambições, queria uma vida simples e tranquila ao lado das pessoas que amava. Dedicou sua vida, todo seu afeto e disposição na criação de sua única filha, com quem mantinha uma relação extremamente próxima e profunda, pautada no companheirismo, na parceria, no amor e na mais linda amizade.

Mas seu grande papel na vida foi realmente como avó, dedicada, protetora e atenciosa! Nunca negava uma brincadeira, um mimo, um cheiro. Ficava sempre alegre e realizada ao lado de suas duas meninas, que receberam o seu mais profundo e genuíno amor.

Lutou contra o câncer durante seis anos, o último deles de forma mais intensa, com tratamento mais agressivo, e mesmo diante desse cenário não desistiu um dia sequer de sua luta! Enfrentou as mais duras batalhas sempre com um sorriso no rosto, muita fé e esperança no coração.

Infelizmente a Covid-19 chegou em um momento de fragilidade.

Deixou em pedaços o coração de seu esposo, com quem dividiu a vida em 42 de seus 63 anos. E de sua amada mãe, de 84 anos, que sofre diariamente com a ausência da filha.

Sueli jamais será esquecida, será lembrada como uma mulher forte, que não desiste, que realiza, que faz acontecer! Que amou muito e foi profundamente amada. Ela permanecerá viva no coração dos seus, pois tinha o dom de transformar tudo o que tocava e assim marcou cada vida que cruzou com a dela.

Sueli nasceu em São Manoel (SP) e faleceu em São Paulo (SP), aos 63 anos, vítima do novo coronavírus.

Testemunho enviado pela filha de Sueli, Mariana Gomes Augusto de Mello. Este tributo foi apurado por Bárbara Alves, editado por Rayane Urani, revisado por Otacílio Nunes e moderado por Rayane Urani em 28 de julho de 2020.