Sobre o Inumeráveis

Valcileno Ataíde Reis

1976 - 2020

Suas brincadeiras, sua melodia e sua alegria ficaram no palco. E nos corações.

Todos o conheciam como Leno. Para os amigos mais chegados, era carinhosamente chamado de Leninho.

Por muitos anos, animou as noites paulivenses, tocando seu teclado e encantando com sua melodia, que era única.

Era dono de um carisma sem igual. Companheiro para todas as horas. Para ele não tinha tempo ruim. Amava aquela cerveja gelada com os amigos, nos finais de semana. Era um prazer indispensável.

Nos palcos, era divertido e sempre muito concentrado enquanto estava tocando seu teclado. Deixou saudades e suaves notas musicais no coração dos filhos, da mãe, dos irmãos e dos amigos que tanto o amavam.

"Foi uma honra poder dividir os palcos com você por mais de 10 anos", afirma Geiciane, colega de trabalho, que completa:

"Vou ter saudades eternas de você, amigo."

Valcileno nasceu em São Paulo de Olivença (AM) e faleceu no Amazonas, aos 44 anos, vítima do novo coronavírus.

Testemunho enviado pela amiga de Valcileno, Geiciane Tourinho Ribeiro. Este tributo foi apurado por Millena Gama, editado por Marilza Ribeiro, revisado por Lígia Franzin e moderado por Rayane Urani em 11 de julho de 2020.