Sobre o Inumeráveis

Vicente Barbosa Alves

1964 - 2020

Se dava bem com todos. Estava sempre contando uma piada e fazendo novos amigos.

Dono de um grande coração, no qual cabia o mundo inteiro, como diz seu filho, Vicente não almejava coisas, e sim momentos com pessoas queridas. Queria colecionar experiências. Usou seu talento para fazer o que era mais importante em sua vida: guiar o seu amado e único filho Rennan.

Foi primeiro-sargento e telegrafista da Marinha. No trabalho era sempre divertido e brincalhão com todos. Ninguém escapava, Vicente colocava apelido em todos os colegas. Era também um piadista e sempre angariava risadas com a do Sargento Marino. Dizia assim: “O que aconteceu quando o Sargento Marino foi promovido? Ele virou o submarino.”, lembra o filho Rennan, com alegria.

Viajar era sua diversão. Aproveitava para tirar fotos bem aleatórias, nem esperava a pessoa fazer uma pose, só para pregar uma peça e deixar todos reclamando de suas peripécias.

Ele se divertia quando os parentes e amigos lhe chamavam de “Julius”, referindo-se ao seriado “Todo mundo odeia o Chris”.

Também amava fazer churrasco, sua comida predileta. Com orgulho, o filho Renan declara: “Melhor churrasqueiro gaúcho que eu conheci”.

Vicente tinha muitos amigos, do Brasil inteiro. Sua família recebeu inúmeras ligações carinhosas de pessoas que se sensibilizaram com a partida do amigo. Tinha uma fé muito grande em Deus, deixou em seu status a frase: "Jesus, meu melhor amigo."

Vicente nasceu em Uruguaiana (RS) e faleceu no Rio de Janeiro (RJ), aos 56 anos, vítima do novo coronavírus.

Testemunho enviado pelo filho de Vicente, Rennan Areas Castilho Alves. Este tributo foi apurado por Danielle Lorencini Gazoni Rangel, editado por Danielle Lorencini Gazoni Rangel, revisado por Luana Bernardes Maciel e moderado por Rayane Urani em 6 de junho de 2021.