Sobre o Inumeráveis

Wagner do Amaral

1940 - 2020

Para ele, não existia distância grande o suficiente. Viajava centenas de quilômetros para ver a família.

A distância nunca foi um problema para Wagner. Ia e vinha com tranquilidade, fazendo os mais de 800 quilômetros que o separavam de sua filha, parecerem alguns poucos metros.

Chegava de viagem sempre silencioso, mas sua timidez e discrição não o impediam de dar e receber todo o amor guardado. "Ele nos amava e dava muito amor do seu jeito, tímido e discreto. Mas era amoroso e atencioso sempre!", conta a filha Rosângela.

Feliz, já tinha o presente comprado para o novo bisneto, antes mesmo de saber o sexo. É João Miguel, Wagner.

"Eu nem imagino meu pai acamado, dependente. Ele não teria paciência para isso. Meu pai nasceu para cuidar e não para ser cuidado", diz Rosângela.

O homem, que sempre lutou durante a vida, perdeu esta última batalha. Mas a memória e o amor da família seguirão para sempre no coração dos que ele tão bem cuidou.

Wagner nasceu em Dois Córregos (SP) e faleceu em Bauru (SP), aos 79 anos, vítima do novo coronavírus.

Testemunho enviado pela filha de Wagner, Rosângela do Amaral Polido. Este tributo foi apurado por Thaíssa Parente, editado por Gustavo Kosha, revisado por Lígia Franzin e moderado por Rayane Urani em 28 de julho de 2020.