Sobre o Inumeráveis

Waldison Gomes Medeiros

1935 - 2020

Para passear, não dispensava seu chapéu, anéis e o perfume forte. Com a Bahia dentro dele, ensinava que comida boa era comida com farinha!

Era um homem excessivamente simples, até simplório demais... mas tinha suas vaidades que logo serão reveladas nesta linda homenagem de Deivson para seu "vodrasto":

Waldison era casado com Dona Ivone, a avó de Deivson, há mais de cinquenta anos. Ele amava a Bahia e, mesmo com a idade avançada, fazia questão de retornar à terra natal na época do São João, para visitar irmãos, sobrinhos e amigos.

Ele tinha os olhos azuis e era muito vaidoso, gostava de perfumes fortes e, para passear, nunca dispensava seu chapéu e seus anéis de ouro e prata, presentes da filha.

"Pra você ter uma ideia, no final de 2019, estávamos juntos em Miami e eu tive uma crise de riso vendo aquela imagem no meio do centro nevrálgico gringo — com a Bahia toda dentro dele —, no modo de falar, de andar, de se vestir... E ele sempre com o chapéu e os anéis! A simplicidade era tanta... Ele era antigo por inteiro!", diverte-se Deivson ao relatar o episódio.

"Para ele, comida boa era comida com farinha. Só comia com farinha! Nunca vi alguém que acreditasse e que vivesse nos hábitos, que comida só poderia existir se tivesse farinha no meio!", diz o neto.

Ele gostava de prosear. Na verdade, gostava de pessoas por perto, conversando; então, sentava-se em seu banquinho, na entrada do prédio, para conversar com todos e cumprimentar um a um os que por ali passavam.

Estava com medo do vírus, ficava em casa. Mesmo assim, não escapou. Tudo o que ele queria era voltar pra casa e suas últimas palavras foram para tranquilizar suas filhas: "Não se preocupem Ivandecy, Vanessa e Vilmária... Eu estou melhorando."

Foi prosear no Céu, contar sobre a Bahia e a comida com farinha.

Waldison nasceu em Gandu (BA) e faleceu no Gama (DF), aos 84 anos, vítima do novo coronavírus.

Testemunho enviado pelo neto de Waldison, Deivson Cerqueira Gonçalves Damascena. Este tributo foi apurado por Lila Gmeiner e Lígia Franzin, editado por Lígia Franzin, revisado por Lícia Zanol e moderado por Rayane Urani em 8 de novembro de 2020.