Sobre o Inumeráveis

Zélia Curado Araújo

1929 - 2020

Sempre atenciosa, uma pessoa agradável e gentil com todos.

Atenciosa, doce, carinhosa e educada foram os adjetivos que mais ouvi das pessoas que a conheceram. Ela era assim mesmo e muito mais.

Excelente dona de casa, encantava todos com as mesas que preparava com esmero. Sabia costurar, bordar e cozinhar muito bem. Tudo o que fazia era com capricho. Era vaidosa e nunca dispensou o batom e o esmalte vermelho.

Teve um único e grande amor: meu pai.

Foi mãe de uma, avó de três e bisa de quatro. Deixou apenas boas lembranças em todos com quem conviveu.

Viveu em paz e é, nessa mesma, paz que eu espero que esteja agora, minha querida mamãe.

Zélia nasceu em Santos (SP) e faleceu no Rio de Janeiro (RJ), aos 91 anos, vítima do novo coronavírus.

Testemunho enviado pela filha de Zélia, Isabel Araújo Amaral. Este tributo foi apurado por Lígia Franzin, editado por Lígia Franzin, revisado por Lígia Franzin e moderado por Rayane Urani em 7 de agosto de 2020.