Sobre o Inumeráveis

José Fernandes Cândido de Souza

1988 - 2020

Um homem de inúmeras qualidades, querido por todos e especial em vários aspectos, que hoje faz falta no mundo.

Inumeráveis vezes se doou para confortar algum amigo em momento de tristeza.

Inumeráveis vezes soube utilizar as palavras certas em momentos difíceis.

Inumeráveis vezes foi o amigo que toda pessoa deseja ter.

Assim era Fernandes, carinhosamente chamado de Nandinho, uma pessoa necessária nesse mundo.

Todos ainda se lembram dele com muita saudade e sem acreditar que a vida quisera que ele fosse tão cedo.

"Hoje, o Céu passou a receber essa estrela em forma de pessoa. Deixou-nos assim tão rápido! Oh, meu irmão, obrigada por aqueles gestos de carinho que tinhas por mim e por todos. Deus te receba de braços abertos. Te amo, irmão", desabafa Rossana.

"Meu Deus, como dói saber que perdemos você, meu primo. Tão jovem, tão paciente, tão amoroso e conselheiro. Você, meu primo, que sabia consolar, conversar e transmitir essa paz que só você tinha em seu olhar", diz Rosimere.

"Conversava com ele sobre a vida, principalmente sobre política. Era sensível a várias questões caras à humanidade. Com certeza, fará muita falta. Tínhamos muito a aprender com ele. Perdemos um amigo na Terra, mas ganhamos um ser de luz no Céu. Esperamos que ele esteja em paz", diz seu primo Rafael.

Sua rede social está cheia de demonstrações de amor e saudade. Amigos da igreja, família... Todos sentem muito e choram por sua falta.

O mundo perdeu uma pessoa especial.

José nasceu em São Lourenço da Mata (PE) e faleceu em Cabo de Santo Agostinho (PE), aos 32 anos, vítima do novo coronavírus.

Testemunho enviado pelo primo de José. Este tributo foi apurado por Ricardo Pinheiro, editado por Andressa Cunha, revisado por Lígia Franzin e moderado por Rayane Urani em 16 de junho de 2020.