Sobre o Inumeráveis

Marcos Alin

1976 - 2020

E quando sobrava tempo, lá ia ele para a praia ou encontrar amigos. Ele era leal ao mar e aos seus.

Ele tinha pressa: para trabalhar, dirigir, ir à praia, viver. Ganhou até fama entre os amigos por dirigir um carro sempre muito rápido e bem. Também andava velozmente pelas ruas ao mesmo tempo que narrava um jogo de futebol ao lado dos seus cinco filhos: João, os gêmeos Lucas e Rafael, Alex, e Dulce, a única menina, que ganhou o nome em homenagem à avó paterna.

Marcos fazia molecada ao apertar o passo e embarcar em uma aventura cheia de graça. Costumava buscar a filha, às sextas-feiras, na escola sempre cantando uma musiquinha criada por ele. Foi um pai dedicado que fez de tudo para ajudar os filhos.

A vida corrida era fruto da sua dedicação ao trabalho. Marcos foi um ótimo encanador.

O último contato que teve antes do isolamento foi com a filha Dulce e disse: “não precisa chorar, vai dar tudo certo."

Marcos nasceu Recife (PE) e faleceu Paulista (PE), aos 44 anos, vítima do novo coronavírus.

Jornalista desta história Lígia Scalise, em 12 de maio de 2020.