Sobre o Inumeráveis

Maria Rosineide da Silva

1985 - 2020

A agente de saúde que transbordava amor e humildade.

Foi uma criatura tão incrível que parecia não ser humana. Era uma mulher meiga, de coração puro, sempre muito alegre. Adorava ajudar o próximo, cuidando de todos que dela precisavam.

Trabalhou na prefeitura por dezessete anos, como agente de saúde, era muito conhecida na vila onde morava.

Sempre foi uma mãe para todos que a conheciam, doava-se sem esperar nada em troca, virtude que causava uma admiração transbordante na irmã, Maria Rosinalda. Em casa era a segunda mãe da família, a irmã mais velha que sempre estava ali para amar e ajudar.

Era excelente em tudo que fazia: como filha, irmã e também profissionalmente. Tinha um impressionante espírito empreendedor, vendia de tudo um pouco: joias, cosméticos, lingerie.

Sempre com um sorriso e alegria que contagiavam, Neide cuidou de sua avó Maria José até o último segundo, mas as duas partiram como faíscas de uma chama pura de amor e afeto.

Seu sonho era ser mãe, estava prestes a se casar, com tudo já montado e planejado. Mas os planos terrenos ultrapassam os celestes. Talvez, Maria Rosineide sempre tenha sido mãe e não percebeu que essa alma materna lhe acompanhou em cada segundo de sua existência. Hoje, a acompanhará em cada segundo de sua lembrança.

Rafaela, sua amiga e vizinha, sente falta da "melhor pessoa do mundo", como era conhecida. "Neide era amada e exalava vida". A amiga ainda afirma: "de uma coisa tenho certeza: ela está em um mundo sem dor. Eternas saudades! Que seus frutos jamais sejam esquecidos e que sua alma corra alegre e sorridente no jardim da eternidade".

Sempre fez o que mais gostava na vida e partiu cuidando de quem mais amava, sua avó, Maria José da Silva, que foi uma das vítimas da Covid-19 e também possui uma homenagem aqui no Memorial Inumeráveis.

Maria nasceu em Recife (PE) e faleceu em Quipapá (PE), aos 35 anos, vítima do novo coronavírus.

Testemunho enviado pela irmã e pela amiga de Maria, Maria Rosinalda da Silva e Rafaela Ana de França. Este tributo foi apurado por Malu Marinho, editado por Malu Marinho, revisado por Lígia Franzin e moderado por Rayane Urani em 4 de novembro de 2020.