Sobre o Inumeráveis

Sebastiana Baltazar de Morais

1937 - 2020

Na sua mesa e no seu coração, sempre cabia mais um.

Mulher, negra, nordestina e forte. Essa foi a Dona Sebastiana.

Deu à luz 11 filhos, dos quais quatro faleceram. Maria de Fátima, Cícero César, Maria do Socorro, Francisco Nilton, Francisca Paula, José Reginaldo e Vânia tiveram a sorte tê-la como mãe e receberam muito amor.

Sem papas na língua, quando precisava, a matriarca dava broncas também.

Os netos Emanuel César e Samuel César foram criados por ela como filhos. "Com ela aprendemos a ter caráter, a ser forte e também a lutar pelo que queremos", conta Emanuel, que complementa: "Como mãe, sogra, avó e bisavó, 'Dona Sebastiana' tinha um grande coração."

Amava cantar na igreja, ia todas as noites.

Conversar pelo telefone com as amigas Neide e Dona Inácia; com o compadre Bernardo e com a Vânia, sua filha caçula, era o que gostava de fazer nas horas livres.

Ajudar sempre foi a sua grande mania. Não é à toa que, além de ter trabalhado como agricultora, lavadeira e empregada doméstica, ela trouxe novas vidas ao mundo — como parteira.

Quem buscava conselhos ou um ombro amigo sempre era acolhido pelo sorriso da Dona Sebastiana.

Sebastiana nasceu em Aurora (CE) e faleceu em Cajazeiras (PB), aos 82 anos, vítima do novo coronavírus.

Tributo escrito a partir de testemunho concedido pelo neto de Sebastiana, Emanuel César. Este texto foi apurado e escrito por Jornalista Naiara Araújo, revisado por Lígia Franzin e moderado por Rayane Urani em 14 de junho de 2020.