Sobre o Inumeráveis

Ademir Abrantes Junior

1976 - 2020

O líder do grupo “A Família Trololós”.

Grandes amizades e amor pela vida nunca faltaram para esse homem tão especial. Formado em Engenharia Eletrônica, mas trabalhava como Gerente de Fiscalização pela Prefeitura do Rio de Janeiro, Ademir era uma pessoa feliz que vivia espalhando alegria, dizia que a vida é boa, que a gente só precisa saber viver e aproveitar com juízo.

Casado há 23 anos com a sua primeira e única namorada, pai da Manuela que tem 10 anos, era uma pessoa muito responsável, que agregava demais na vida de todos que o conheciam. Amava a casa cheia e fazia questão de ter a família toda reunida em sua casa, principalmente no Natal e no Ano Novo. Com ele, a vida era só felicidade, não faltavam sorrisos e bons amigos, os quais ele amava e o apelidaram, carinhosamente, de “Cabeça”, porque era ele que procuravam quando precisavam de um conselho. Era teimoso e quando discordava de algo dizia: “Nem ferrando!”, conta sua irmã, Luciana.

Sua paixão por carros deu início ainda quando era criança e perdurou até a vida adulta. Viajar era uma das coisas que mais gostava de fazer e seu estilo predileto de música era o rock. Amava vinhos e tinha um ritual especial para degustá-los. Para ele, era muito prazeroso dirigir, pois amava carros. Tinha adoração por perfumes e apreciava relógios.

“Quantas risadas, festas, viagens e cervejadas ainda tínhamos pela frente”, relata sua irmã, Luciana. Mas a vida é um sopro e ele se foi, muito novo, muito cedo, deixando muitas saudades, mas deixando também muito amor e bons exemplos. Os Trololós nunca mais serão os mesmos.

Ademir nasceu no Rio de Janeiro e faleceu no Rio de Janeiro, aos 43 anos, vítima do novo coronavírus.

História revisada por Bianca Ramos, a partir do testemunho enviado por irmã Luciana Lourenço Abrantes, em 11 de maio de 2020.