Sobre o Inumeráveis

Celina Silva Dias

1934 - 2020

Sempre sorria e abraçava a neta quando esta chegava em sua casa e lhe pedia a "bença".

Ela foi uma mulher guerreira até o último minuto de vida, "uma mãe exemplar e a melhor avó do mundo para mim", contou Juliane, sua neta, que sempre recebia um sorriso e um abraço quando ia à casa da avó ou lhe convidava para os evento da igreja, aos quais as duas iam juntas.

Ela também disse sobre Celina: "Agora, me restam apenas boas lembranças da sua voz, de suas palavras, do seu jeito e seu sorriso. Conforta-me saber que a alma dela descansa num bom lugar, e a manterei viva em minhas memórias e meus pensamentos. Agradeço a ela por tudo o que fez por mim, por ter me visto crescer e ter cuidado de mim por toda a minha infância.

Terei você, vovó, como um exemplo. Sempre te amarei e, em meu coração, guardo as lembranças que construí ao seu lado."

Celina nasceu Belém (PA) e faleceu Pará , aos 86 anos, vítima do novo coronavírus.

História revisada por Lucas Moreira, a partir do testemunho enviado por neta Juliane, em 17 de maio de 2020.