Sobre o Inumeráveis

Cláudio Raimundo Soares

1963 - 2020

Ele nomeou a esposa como sua rainha e, tratou de ser para ela, um rei; por todos os dias de sua vida.

Quando se casaram, no final dos anos 80, Alexsandra recebeu do esposo um título da mais alta nobreza: rainha. Era assim que Cláudio a chamava, onde quer que estivessem. Eram rei e rainha.

Pai dedicado, até mesmo quando precisava ser bravo com as duas filhas encerrava o assunto em um abraço. Era também um avô amoroso, louco pelo neto, Leonardo Jesus. "Ele sempre dizia que queria ser avô antes de morrer", conta a rainha.

Para ela, viver ao lado de Cláudio era quase como ter um sol ali brilhando. Ela diz, entre risos, que o tempo só fechava, se faltasse dinheiro.

Seu rei gostava muito de motos e, profissionalmente, atuou como técnico em enfermagem por mais de 30 anos. Dedicado, era do tipo que sempre buscava ajudar todos. Trabalhava em dois hospitais e adorava o que fazia.

Sem ele, Alexsandra diz que as noites ficaram mais longas e tristes: "O que ficam, são as lembranças, muita história para contar e uma dor sem explicação". É mesmo um período difícil, mas ela também sabe, rainha que é, que palavra de rei deve ser ouvida. E ele fez para ela uma promessa: "Sempre estarei ao lado de vocês, mesmo quando eu morrer".

-

Abaixo, uma carta aberta da filha Kelly para o seu pai, Cláudio:

Pai, a saudade que sinto faz meu peito doer. Quando me lembro de você, as lágrimas correm em meu rosto. Você estava sempre de bem com a vida; amava trabalhar como técnico de enfermagem, jogar vídeo game e pilotar. Como você era teimoso né, veinho? Seu neto, Léo, sente saudade de ser chamado de "bonitão do vovô". Te amamos sempre mais. Um dia estaremos todos juntos novamente.

Cláudio nasceu em Cabedelo (PB) e faleceu em João Pessoa (PB), aos 57 anos, vítima do novo coronavírus.

Testemunho enviado esposa e filha de Cláudio, Alexsandra e Kelly de Araújo Soares. Este tributo foi apurado por Viviane França, editado por Mariana Quartucci, revisado por Lígia Franzin e moderado por Rayane Urani em 22 de junho de 2020.