Sobre o Inumeráveis

Domingos Mahoro

1960 - 2020

Era um diplomata e um homem além do seu tempo.

Ele era conhecido por ser um grande líder engajado nas causas dos indígenas do Mato Grosso e sua perda causou comoção entre seus parentes Xavantes. O cacique Domingos Mahoro tinha o talento da oratória, os olhos vivos e atentos e a tranquilidade de um ser humano conciliador.

Morava na Terra Indígena Sangradouro, a 449 quilômetros de Cuiabá (MT) e era presidente da cooperativa indígena do estado. Seus amigos e familiares o descrevem como um homem além do seu tempo, um diplomata e um grande companheiro.

O cacique ajudou no combate à disseminação do novo coronavírus nas comunidades indígenas até ser infectado.


Sobre o povo Xavante

O povo Xavante, como ficou conhecido pelos brancos, ou Auwe, como se autodenominam, possui uma população de cerca de 18.200 pessoas que vivem em 12 terras indígenas no Mato Grosso. Os indígenas da etnia são conhecidos por sua história e tradição de guerreiros e falam a língua akwén ou aquém (também grafada "acuen").

Domingos nasceu em General Carneiro (MT) e faleceu em Cuiabá (MT), aos 60 anos, vítima do novo coronavírus.

Tributo escrito a partir de testemunho concedido de Domingos. Este texto foi apurado e escrito por Jornalista Aline Khouri, revisado por Lígia Franzin e moderado por Rayane Urani em 22 de julho de 2020.