Sobre o Inumeráveis

Elenilson Goes Galvão

1956 - 2020

Em seu peito vibravam duas paixões: a família e o Flamengo.

Elenilson era Pipa para os amigos. Serralheiro por profissão e Flamengo no coração.

Torcedor fanático, assistir aos jogos do seu rubro-negro estava entre as suas paixões na vida.

Um homem simples, generoso, que amava a família. Um pai maravilhoso, um marido mais que especial. Era casado com Ivanise, com quem teve Edinardo, Ivanise e Junior.

Das lembranças que enchem o peito de saudade, Edinardo recorda que, "com amor e respeito, não há rivalidade".

“No dia em que o Flamengo foi campeão da Libertadores, vibrei e torci com ele pela vitória do Flamengo, mesmo sem torcer pelo time. Fiz tudo por ele”, conta o filho, que hoje, em homenagem ao pai, também é flamenguista.

Elenilson nasceu em Fortaleza (CE) e faleceu em Fortaleza (CE), aos 64 anos, vítima do novo coronavírus.

Tributo escrito a partir de testemunho concedido pelo filho de Elenilson, Edinardo Galvão. Este texto foi apurado e escrito por Jornalista Júlia Palhardi, revisado por Lígia Franzin e moderado por Rayane Urani em 10 de setembro de 2020.