Sobre o Inumeráveis

Elisete Cristina Ferreira Catto

1974 - 2020

Era tão exigente que não gostava de comer fora, pois, se não conhecia a cozinheira, era melhor deixar pra lá.

Era uma mulher guerreira que ia atrás dos sonhos com muita garra e determinação.

Gostava de suas coisas todas limpas e organizadas. Não comia em qualquer lugar. Dizia que se não conhecia quem fez a comida, preferia não comer — isso foi herdado tanto pela filha, quanto pela sua neta.

"Talvez um coração triste, jeito tímido, mas um sorriso largo. Amava sua filha e seus netos. Fazia tudo para agradar", lembra a ex-cunhada Miriam.

Além do exemplo, Elisete também deixa saudades na família. "Ela partiu nova demais, nem teve tempo para ser feliz", lamenta o neto.

-

Ensinou e cuidou do filho de outra pessoa, como seu fosse.

"Desde que começou esta pandemia, nossa preocupação maior, entre tantas pessoas que sabíamos que seriam atingidas, eram os nossos próximos! Pessoas que amamos e que, perto ou longe, fazem parte de nossas vidas. Infelizmente, isso aconteceu! Ontem à noite recebemos a notícia do falecimento da querida Elisete, que fez parte da vida de minha família por alguns anos, cuidando do meu filho", conta a amiga Rosimary.

"Foi ela que ensinou, com carinho e firmeza, as regras de boas maneiras, como se sentar à mesa para as refeições, entre tantos outras normas da boa educação. Tratou meu filho como se fosse o seu! Elisete partiu sem nem dizer adeus. Nem nós pudemos nos despedir! Foi, pelo que tudo indica, mais uma vítima da Covid-19, essa doença maldita que se alastra, mata (sim) e nos isola, até nesses momentos em que gostaríamos de expressas nossos últimos sentimento!", lamenta Rosimary.

"Que Deus conforte nossos corações e de toda a sua família! A ela, nosso eterno agradecimento pela pessoa correta, séria, responsável, dedicada e amorosa! Sentiremos sua falta, querida, pois antes de tudo, sempre foi nossa grande amiga!"

Elisete nasceu em Porto Feliz (SP) e faleceu em Porto Feliz (SP), aos 46 anos, vítima do novo coronavírus.

Testemunho enviado pela ex-cunhada e pela amiga de Elisete, Miriam Aparecida Sampaio Vieira e Rosimary Tuani. Este tributo foi apurado por Millena Gama, editado por Marcia Horacio Barbosa, revisado por Lígia Franzin e moderado por Rayane Urani em 26 de junho de 2020.