Sobre o Inumeráveis

Helena Maria da Silva

1953 - 2020

Enfermeira, cuidava do corpo e da alma de quem quer que fosse, numa entrega amorosa e dedicada.

Helena despojava-se de si para cuidar de um outro alguém, que ela nem mesmo conhecia.

Era uma enfermeira obstinada, que mais do que remediar o corpo, auscultava a alma.

Mãe zelosa, costumava sempre dizer aos filhos, Leandro e Bruna: “Cranco, deixa que eu te ajudo” – essa era a maneira que ela carinhosamente os chamava, oferecendo-se para solucionar o que quer fosse preciso.

A Dona Lena, como era conhecida, também era avó e, era com o netinho que ela gostava de gastar seu tempo livre. Não havia cansaço em seus gestos, era pura empatia.

Amor genuíno, Helena vai continuar zelando pelos seus.

Helena nasceu em Chã Grande (PE) e faleceu em Guarulhos (SP), aos 66 anos, vítima do novo coronavírus.

Tributo escrito a partir de testemunho concedido pelo filho de Helena, Leandro Severiano da Silva. Este texto foi apurado e escrito por Jornalista Gabriele Ramos Maciel, revisado por Lígia Franzin e moderado por Rayane Urani em 4 de junho de 2020.