Sobre o Inumeráveis

Jane Marina Rosa

1958 - 2020

Foi fiel às pessoas que amava.

Além da saudade, o amor pelos filhos e netos é o legado que Jane deixará aos familiares. Não escondia sua timidez, era aos poucos que deixava a seriedade de lado para soltar sua risada, revelando assim a pessoa alegre que era.

Seu porto seguro sempre foi a família. Adorava reunir os dois filhos e os dois netos, ou até mesmo sair com eles para conhecer novos lugares, comer um “xis”, visitar uma nova cidade, passear na praia ou comer em um bom restaurante. Mandava “Bom Dia” e “Boa Noite” praticamente todos os dias por mensagem de celular aos filhos.

Cozinheira aposentada, adorava estar entre as panelas e perto do fogão preparando os melhores pratos. Costurar, fazer crochê e cuidar das plantas eram outros hobbies de Jane, que também frequentava aulas de pilates na academia comunitária.

Nunca reclamou das dificuldades enfrentadas. Com muita fé em Deus, doou-se para ajudar os filhos, os netos e a mãe, que ficou acamada por nove anos após um acidente vascular cerebral. Foi fiel às pessoas que amava e sempre esteve disposta a preparar uma sopa quando alguém estava doente ou para ajudar cada um no que fosse preciso.

Jane e seu marido, Antônio de Oliveira Rosa, completariam 45 anos de casados em 20 de dezembro de 2020.

Jane nasceu em Dona Francisca (RS) e faleceu em Esteio (RS), aos 62 anos, vítima do novo coronavírus.

Tributo escrito a partir de testemunho concedido pelo filho de Jane, Márcio Rosa. Este texto foi apurado e escrito por Jornalista Julio Cesar Schenkel Hanauer, revisado por Lígia Franzin e moderado por Rayane Urani em 4 de dezembro de 2020.